Dr. Renato Carvalho


Cirurgia Plástica

CRMMG 30522

MEMBRO TITULAR da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBPC).
Atendimento particular e UNIMED.

Dr. Renato Carvalho

Cirurgião Plástico
em Belo Horizonte

Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da ISAPS – International Society of Aesthetic Plastic Surgery. Concluiu Residência em Cirurgia Geral, Cirurgia do Trauma e Cirurgia Plástica. Pós-graduado em Cirurgia Craniomaxilofacial pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo / HC – USP.

background-inicial1

Sejam bem-vindos!

Ao procurar a cirurgia plástica, o primeiro passo é buscar informar-se sobre as reais possibilidades que podem ser oferecidas e suas limitações. 

As informações contidas neste site são embasadas em conhecimento científico e seguem normas éticas. Foram elaboradas para proporcionar esclarecimentos sobre alguns aspectos inerentes a esta especialidade médica. O relacionamento médico-paciente sempre objetiva o bom resultado do tratamento. 

Somos uma equipe da mesma tarefa e, assim, nossa relação deve basear-se em honestidade, sinceridade, amizade e confiança. Juntamente com você, a equipe responsável também espera e busca os melhores resultados possíveis para seu caso.

Equilíbrio entre
corpo e mente

Por combinar arte e ciência, a cirurgia plástica está sujeita a variações inerentes ao mecanismo fisiológico, que é específico e pessoal. Também, a particularidade de cada caso deverá ser avaliada e ponderada, confrontando o desejo do paciente com suas limitações físicas. Por isso, a consulta médica é fundamental e insubstituível. Não é possível diagnosticar, opinar ou realizar qualquer tipo de orçamento sem que o paciente seja ouvido e examinado adequadamente.

Quando recorrer à
cirurgia plástica?

A Cirurgia Plástica tem por finalidade proporcionar ganhos funcionais e/ou estéticos em determinadas regiões do corpo, buscando um equilíbrio no conjunto corporal, que pode estar marcado pelo tempo, desconformidade com os padrões de beleza pessoais, alterações adquiridas ou congênitas. Portanto, a finalidade é fazê-lo parecer tão bem quanto possível, dentro de suas características individuais, melhorando a sua autoestima e minimizando os traumas ou “complexos” psicológicos.

Principais
atendimentos

A cirurgia estética busca os melhores resultados possíveis, porém, é importante entender que existem restrições para evitar uma expectativa além dos limites permitidos a cada pessoa. Já a cirurgia reparadora, visa a recuperação funcional e/ou anatômica de uma ou mais regiões do corpo, restabelecendo total ou parcialmente a capacidade física e a integridade psíquica. Realizamos tratamentos cirúrgicos em todas as regiões do corpo, salientando as cirurgias na face e as cirurgias do contorno corporal.

Mamoplastia é o nome dado à cirurgia plástica das mamas.

Pode ser subdividida em quatro grupos: mamoplastia redutora, que objetiva diminuir o volume e proporcionar uma forma mais harmônica às mamas; mastopexia, que é a cirurgia para tratamento da ptose mamária (queda), com pequena ou nenhuma redução de volume associada; mamoplastia de equilíbrio: procedimento para correção de assimetrias muito evidentes; mamoplastia de aumento, que através da inclusão de implantes, visa projetar esteticamente ou corrigir deformidades mamárias congênitas ou adquiridas.

A partir dos 14 ou 15 anos, já é possível operar as adolescentes com desenvolvimento completo das mamas, atendendo suas necessidades estéticas e emocionais. Em relação ao período de lactação-amamentação, recomenda-se aguardar pelo menos 6 meses após interrompê-lo para programar a cirurgia.

Procedimento cirúrgico que visa a remoção parcial da gordura de determinada região, com o intuito de proporcionar melhora do contorno corporal e/ ou a correção de defeitos de conteúdo gorduroso.

Este método pode ser utilizado em qualquer parte do corpo que apresente acúmulo localizado de gordura. Entretanto, há limitações técnicas e anatômicas como toda cirurgia estética.

A “lipo” não vai corrigir flacidez de pele ou da musculatura local. Assim, resultados favoráveis nem sempre são possíveis e, nesses casos, a remoção do excesso de gordura poderá acentuar a flacidez, já que a pele (com sua elasticidade prejudicada) ficará sem uma boa sustentação.

Cada paciente precisará ser acompanhado pelo profissional que indicará o procedimento mais adequado para o caso.

Abdominoplastia objetiva uma melhora dos aspectos funcionais e estéticos desta região do abdome, através do tratamento do excesso dermo-gorduroso e da flacidez muscular da parede abdominal. Considera-se que o importante nestas cirurgias não é o que se retira, mas sim a manutenção das proporções do corpo e da harmonia como um todo após estas resseções. O procedimento visa corrigir também algum grau de flacidez muscular da parede abdominal, que possa acompanhar os excessos de tecidos.

Frisa-se, então, que a cirurgia plástica do abdome não deve ser considerada como um tratamento de emagrecimento. Pessoas muito obesas obtêm resultados pouco satisfatórios. É mais interessante e prudente conseguir um emagrecimento adequado para depois submeter-se à cirurgia. Nos casos de “ex-obesos” (pessoas que perderam muito peso geralmente após cirurgia bariátrica – redução do estômago), as ressecções de tecidos são, às vezes, de grandes proporções. Entretanto, nestas situações, a indicação cirúrgica geralmente é dada por razões funcionais e higiênicas.

Mastoplastia (ou mamoplastia) é o nome dado à cirurgia plástica das mamas. Pode ser subdividida em: mastoplastia redutora, que objetiva diminuir o volume e proporcionar uma forma mais harmônica às mamas; mastopexia, que é a cirurgia para tratamento da ptose mamária (queda), com pequena ou nenhuma redução de volume associada; mastoplastia de equilíbrio: procedimento para correção de assimetrias muito evidentes; mastoplastia de aumento, que através da inclusão de implantes, visa projetar esteticamente ou corrigir deformidades mamárias congênitas ou adquiridas.

A partir dos 14 a 15 anos, já é possível operar as adolescentes com desenvolvimento completo das mamas, atendendo suas necessidades estéticas e emocionais. Em relação ao período de lactação-amamentação, recomenda-se aguardar pelo menos 6 meses após interrompê-lo para programar a cirurgia.

O objetivo da rinoplastia moderna é proporcionar ganho estético e funcional ao nariz, obtendo um aspecto harmônico e natural, em conformidade com as características particulares de cada face. Além disso, promove a melhora da fisiologia nasal, da qual fazem parte a orientação do fluxo aéreo, a preparação do ar inspirado (aquecimento, umidificação, filtração), a olfação, a fonação e a excitorreflexia. A anestesia usada nas rinoplastias depende de vários fatores, desde anatômicos até emocionais.

É possível realizar o procedimento sob anestesia local com sedação, mas, geralmente, preferimos a anestesia geral, que proporciona maior comodidade para pacientes e equipe cirúrgica, sendo também, a nosso ver, mais segura.

A cirurgia plástica das pálpebras tem a finalidade de melhorar a função, a forma e o aspecto estético das pálpebras, proporcionando algum grau de rejuvenescimento na região dos olhos e ajudando também na melhoria da acuidade visual.

Pode ser indicada nos casos em que há flacidez cutânea, muscular ou ligamentar, assim como acúmulos gordurosos.

A cirurgia geralmente é realizada com anestesia local e sedação, durando cerca de 2 horas.

Quase sempre os pacientes recebem alta hospitalar no mesmo dia.

A otoplastia se propõe a modelar a cartilagem da orelha, visando obter parâmetros anatômicos mais harmônicos. Esse procedimento possui características estéticas e reconstrutivas, já que, muitas vezes, é necessário também criar novas estruturas.

A idade ideal para realizar a cirurgia é a pré-escolar, ou seja, dos cinco aos sete anos de idade. Nesta fase, a estrutura cartilaginosa das orelhas já está totalmente formada, sendo qualquer crescimento posterior considerado insignificante. Todavia, nada impede que tal correção seja feita em outras fases posteriores da vida.

Geralmente, é realizada sob anestesia local e sedação. Em alguns casos, indica-se a anestesia geral, conforme critérios da equipe anestésico-cirúrgica e/ou preferência dos pacientes/familiares.

Cirurgia que visa atenuar as rugas da face através do reposicionamento dos tecidos que sofreram uma “queda” com o passar do tempo.

Cada caso deve ser cuidadosamente examinado, considerando-se as queixas e expectativas individuais, adequando as necessidades às reais possibilidades de tratamento que a cirurgia plástica moderna pode proporcionar.

As cirurgias menores, realizadas sob anestesia local, não exigem internação. As ritidoplastias clássicas ou as realizadas sob anestesia geral, geralmente, requerem 24 horas de internação.

Cirurgia que tem a finalidade de melhorar os aspectos funcionais ou estéticos da região do queixo, que envolve mandíbula, pescoço e a parte inferior da face. As considerações dos pacientes devem ser analisadas em profundidade, ponderando as necessidades e reais possibilidades de cada caso. Pode ser necessário aliar essa cirurgia à rinoplastia, a fim de obter melhores resultados. A recomendação é que seja feita em pacientes maiores de 17 anos.

Compromisso
com a qualidade

Cirurgia Plástica é um ramo da Cirurgia Geral e, portanto, exige vários anos de formação, treinamento e títulos chancelados por sociedades médicas, especialmente a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – SBCP. Oferecer serviços de alta qualidade, com o menor custo possível, é nossa meta. A perda da relação custo/ benefício pode prejudicar a eficiência dos resultados, não sendo aceitável abrir mão de materiais de primeira linha, equipamentos e instalações adequados, para priorizar custos inferiores.

Conheça o Dr. Renato Carvalho

  • Graduação pela Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG;
  • Residência Médica em Cirurgia Geral – FHEMIG, Hospital Felício Rocho;
  • Residência Médica em Cirurgia do Trauma pela Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais – FHEMIG;
  • Residência Médica em Cirurgia Plástica pelo Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais / HC - UFMG;
  • Pós-graduação na área de Cirurgia Craniomaxilofacial pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo / HC - USP;
  • Membro TITULAR da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – SBCP.

Local de atendimento

  • Rua Espírito Santo, 2727, Cj. 1002, Lourdes, Belo Horizonte, Minas Gerais.

Entre em Contato

  • MEMBER of ISAPS International Society of Aesthetic Plastic Surgery;
  • MEMBER of ASAPS The American Society for Aesthetic Plastic Surgery;
  • Miembro de la Federación Ibero Latinoamericana de Cirugía Plástica y Reconstructiva –FILACP;
  • MEMBER of IPRAS – International Confederation for Plastic, Reconstructive & Aesthetic Surgery;
  • MEMBER of ISPRES – International Society of Plastic Regenerative Surgery;
  • MBA Executivo International em Gestão Empresarial pela FGV – Fundação Getúlio Vargas.
  • Prêmio Prof. Dr. Olendino Prados, conferido ao primeiro colocado no exame para obtenção do Título de Especialista em Cirurgia Plástica pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – regional Minas Gerais, em 2003;
  • Prêmio Dr. Bruno Bonfante,  conferido pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – regional Minas Gerais, pela ascenção a Membro TITULAR da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.