cirurgia palstica coronavirus

CIRURGIA PLÁSTICA X COVID-19

Entre as medidas adotadas diante da pandemia de Covid-19 está a suspensão temporária de cirurgias eletivas, aquelas realizadas mediante agendamento. O objetivo é disponibilizar leitos e profissionais de saúde que podem sofrer uma sobrecarga com o aumento dos casos. Além disso, ao adiar um procedimento é possível evitar uma possível exposição a pacientes contaminados com o novo coronavírus.

Apenas cirurgias eletivas, que não podem ser adiadas por motivos de saúde, se manterão. Converse com seu médico e saiba qual a melhor opção para você!

QUAIS CIRURGIAS PODEM SER REALIZADAS NESTE MOMENTO?

Com o avanço da pandemia de Covid-19, muitas mudanças estão sendo realizadas em todos os âmbitos. Em relação à realização de cirurgias, não é diferente. A orientação para esse momento é que cirurgias eletivas sejam adiadas sempre que possível, por exemplo, quando não houver danos à saúde gerados pelo adiamento. Dessa forma, a orientação é que somente procedimentos de urgência sejam realizados.

Se você tinha uma cirurgia marcada, converse com seu médico sobre a possibilidade de adiamento!

ORIENTAÇÕES GERAIS SOBRE O CORONAVÍRUS

  • Em caso de sintomas de resfriado leve: fique em casa, em isolamento social, por duas semanas, só avaliando os sintomas. Se apresentar falta de ar, tosse forte ou febre que não melhora tomando dipirona ou paracetamol, procure ajuda médica.
  • Ainda não existe tratamento para a Covid-19.
  • Vacinas ainda estão sendo desenvolvidas. Na melhor das hipóteses deverá levar alguns meses para ser liberada.
  • Diga não à automedicação: os remédios usados no tratamento da Covid-19 ainda estão em fase de testes e em estudos ainda não muito bem conduzidos, devido à emergência da situação. Portanto, não justifica a corrida às farmácias.
  • Toda medicação tem efeitos colaterais: a hidroxicloroquina e a cloroquina, por exemplo, podem causar complicações como arritmia cardíaca, cegueira e até a morte.
  • Respeite as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).
  • Prevenir é o melhor remédio: lave as mãos com frequência com água e sabão, use álcool gel 70% quando não puder lavar as mãos e faça uso das máscaras quando precisar sair de casa
  • Se possível, fique em casa.

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp