anestesia-cirurgia-plastica-blog-dr-renato-carvalho

O medo de anestesia

A resistência e o medo da anestesia são mais comuns do que imaginamos. Muitas pessoas têm vontade de se submeter à cirurgia plástica, porém têm receio por conta da anestesia.

Ao contrário do que muitos pensam, nos dias atuais, ela é muito segura e existe para ajudar pacientes e médicos e não para causar complicações.

A anestesia pode ser geral ou local e tem a função de impedir a dor, o movimento e a formação de memórias durante um procedimento cirúrgico, por isso é tão importante.

Tipos de anestesia

Local

Administração de anestésico nas imediações da área a ser tratada.

Peridural

Injeção de anestésico na região lombar. O bloqueio da dor acontece em apenas uma região do corpo, geralmente da cintura para baixo.

Geral

São administrados medicamentos, através de um soro colocado numa veia da mão, que mantém o paciente inconsciente, imóvel e sem dor durante todo o procedimento.

Sedação

Permite a diminuição do nível de consciência do paciente. Em alguns casos, é realizada antes da anestesia para diminuir a ansiedade pré-cirúrgica.

Lembre-se: para que a cirurgia plástica seja realizada com a anestesia correta para cada caso e de forma segura, é essencial realizar o procedimento com um cirurgião plástico experiente, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).

Gostou do post de hoje? Continue acompanhando meu blog e me siga no Instagram para ficar por dentro das novidades.

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp